Assine nossa newsletter

Você sabe quais são as peças de caminhão que mais quebram?


Você sabe quais são as peças de caminhão que mais quebram?

Só quem está diariamente na estrada sabe o quanto o caminhão é exigido ao longo das viagens. Fatores como condições climáticas adversas, pavimento ruim e as longas distâncias percorridas todos os dias estão entre as principais causas de desgaste do pesado.

Quanto a essa realidade, não há muito o que se fazer, já que é inevitável que alguns componentes do veículo acabem apresentando falhas. Contudo, você já parou para analisar quais são as peças de caminhão que mais quebram? Não? Então, é hora de ter essa informação.

A seguir, listamos os componentes do caminhão que mais sofrem com a pesada rotina de viagens e acabam quebrando por inúmeros motivos. Continue a leitura e confira!

Sistema de freio

O sistema de freio é uma das partes mais exigidas dos caminhões, especialmente aqueles que transportam cargas mais pesadas. Devido ao peso, freadas contínuas ou mais fortes podem superaquecer o sistema, chegando ao extremo de romper com as lonas e os tambores.

Por esse e outros muitos motivos, não é incomum se deparar com problemas nos freios do pesado. Essas falhas podem ocorrer de diferentes formas, já que conjunto é composto por diferentes peças.

Dica: 6 sinais que indicam que está na hora de trocar de caminhão

O problema mais comum, no entanto, é o rompimento das lonas, geralmente ocasionado pelo desgaste excessivo da peça, devido ao atrito na hora da frenagem.

Vale lembrar que, por exemplo, em uma descida, um caminhão carregado precisa de muito mais performance do sistema de freio para que consiga “segurar” todo o seu peso. Além disso, as mangueiras do sistema hidráulico também podem romper devido à alta pressão ou em razão de choques com obstáculos na estrada.

Desse modo, enquanto motorista, você precisa guiar adequadamente o caminhão, evitando acionar os freios de serviço com muita frequência, especialmente em declives. Uma boa dica utilizar o freio-motor.

Conjunto de faróis e luzes

Outro componente que costuma apresentar defeito com muita frequência em caminhões é o farol — mas vale também para todo o sistema de luzes do veículo.

A principal justificativa para esse problema está relacionada à qualidade das rodovias brasileiras. O excesso de buracos e ondulações acaba fazendo com que os componentes trepidem muito ao longo da viagem.

Assim, ainda que a suspensão do caminhão consiga reduzir os solavancos, nem sempre ela é suficiente para evitar que os filamentos de lâmpadas rompam ou que os plugues elétricos de lanternas e dos faróis se soltem com o tempo, parando de funcionar completamente.

Vale mencionar, ainda, que problemas no sistema de iluminação do veículo também podem estar associados à parte elétrica do pesado, em componentes como alternador, bobina, cabos ou na bateria, que pode ter acumulado zinabre.

Apesar de esse tipo de problema apresentar uma solução simples, a depender do momento que um farol ou lanterna para de funcionar, os riscos podem ser grandes, impedindo até que o motorista prossiga com a viagem.

Por fim, é preciso considerar a questão da legislação, pois uma simples lanterna apagada já é motivo suficiente para gerar uma infração de trânsito e multa.

Aprenda as melhores práticas para as manutenções do seu veículo e garanta o melhor funcionamento e economia! Clique no banner abaixo:
Conheça as melhores práticas para a manutenção do seu veiculo

Suspensão

É impossível falar de componentes que mais quebram em um caminhão sem citar a suspensão. O sistema de suspensão é composto por uma série de peças, tais como amortecedores, bandejas, feixes de mola e bolsões de ar. Todos esses itens costumam apresentar defeitos com uma certa frequência.

Você já deve imaginar o porquê desse tipo de problema. Mais uma vez, as condições das rodovias são fator determinante para a deterioração da suspensão.

Em veículos de carga, a suspensão já é bastante exigida, e a situação se agrava com buracos, obstáculos e ondulações na pista, o que sobrecarrega bastante os amortecedores e demais componentes.

Por isso, é muito comum ver motoristas paradas nas estradas como problemas nesse sistema. Ocorrências como trincas e rompimento de feixes de molas, rompimento de amortecedores e bolsões de ar são as principais causas de interrupção da viagem.

Pneus

É difícil fazer uma viagem, ainda que curta, sem se deparar com fragmentos de pneus nas bordas da pista, não é verdade? Esse é um indicativo de que os pneus também fazem parte da lista de itens do caminhão que apresentam defeito com uma certa regularidade.

Os motivos para isso são diversos. Questões como a calibragem errada, o excesso de carga, o abuso de velocidade nas curvas e os choques com buracos e obstáculos são alguns exemplos de causas comuns para o problema.

Outro fator que pode contribuir para a ocorrência de problemas com os pneus é o próprio desgaste do componente. Em geral, por representar um dos principais custos na manutenção do caminhão, muitos motoristas acabam prolongando excessivamente a vida útil dos pneus, o que aumenta consideravelmente a probabilidade de que furem ou estourem durante o trajeto.

Dica: Como prolongar a vida útil dos pneus de caminhão?

A importância da manutenção preventiva

Como vimos, existem diferentes peças e sistemas que podem apresentar falhas durante uma viagem. É certo que muitos desses problemas são inevitáveis, já que são originados por situações inesperadas, como buracos na pista.

Contudo, grande parte das peças que quebram em caminhões é por falta de manutenção adequada, no tempo certo. Por isso, é fundamental adotar uma postura responsável, realizando manutenções preventivas no seu pesado com uma certa regularidade.

Embora muitos motoristas enxerguem a manutenção preventiva como um gasto, é preciso deixar claro que isso é um erro. Cuidados preventivos são, na verdade, uma forma eficiente de economizaraumentar a segurança das suas viagens.

A exemplo, todos os componentes que listamos podem ser alvo de checagens periódicas. Os pneus podem ser avaliados sempre que vai iniciar ou retomar sua viagem. Os freios podem ser checados em uma oficina regularmente, assim como a suspensão e outros sistemas mais complexos.

Além disso, é importante que você esteja sempre atento aos sinais que o seu caminhão dá de que alguma peça pode ter quebrado. Isso reduz os riscos de problemas mais graves e ainda evita os gastos com a substituição de itens, que poderia ser evitada se um cuidado preventivo fosse adotado.

Então, você sabia que essas eram as peças de caminhão que mais quebram? Tem mais alguma que não citamos e que quer complementar? Sinta-se à vontade para deixar seu comentário abaixo!




Por
30/10/2018

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!