Assine nossa newsletter

9 dicas para economizar combustível em suas viagens de frete


9 dicas para economizar combustível em suas viagens de frete

Em tempos de reajustes constantes nas bombas, dicas para economizar combustível são muito valiosas. Algumas práticas são capazes de gerar uma economia considerável durante as viagens de frete, trazendo estabilidade financeira.

Em uma entrega de caminhão, o consumo exagerado pode diminuir — e muito — o faturamento da corrida. Mas alguns caminhoneiros não sabem ao certo o que deve ser feito para poupar diesel.

Ao adotar alguns procedimentos simples, é possível reduzir o custo final e conservar o veículo, uma vez que os vícios de conduta que exigem bastante da máquina são os mesmos que prejudicam seu desempenho.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para economizar combustível. Continue lendo este post para saber como amenizar os custos por meio de pequenas mudanças de hábito. Boa leitura!

1. Pesquise e compare preços

Quais critérios você utiliza para escolher os postos de combustível em que abastece? Essa pesquisa é embasada em quê? Caso ainda não tenha esse costume, reveja suas estratégias. O preço do diesel oscila muito e isso gera diferença de valor entre diversas bandeiras e estabelecimentos. Por isso, realize pesquisas e feche parcerias para poupar dinheiro.

Existem postos que dão descontos para consumidores fiéis, o que pode diminuir seus gastos. Mas é necessário ressaltar que o preço não deve ser o único motivo de escolha: também é preciso verificar a qualidade e a origem do combustível a ser adquirido.

Outra recomendação é alterar o período de abastecimento para os horários mais frescos do dia — por conta da evaporação causada pela temperatura elevada. Nesse caso, a redução não é de consumo, mas do valor pago: como o líquido está mais denso e dissipando menos massa por evaporação, é possível obter o mesmo volume por um preço menor.

Ainda que essa redução possa não ser significativa no início, você consegue um resultado considerável de economia em abastecimentos posteriores ao longo da viagem.

Dica: Capacidade de carga: riscos em desrespeitar o limite máximo

2. Mantenha a pressão correta dos pneus

Pneus descalibrados ou murchos afetam diretamente o consumo, podendo aumentá-lo em até 20%. A calibragem deve ser realizada a cada duas semanas, seguindo as especificações das fabricantes — que são distintas para dianteira e traseira e se o caminhão está carregado ou não. Essas informações podem ser encontradas em um adesivo na tampa do tanque ou no manual do proprietário.

3. Dirija a uma velocidade constante

Segundo as leis da física, a inércia é a resistência que a matéria oferece contra a aceleração. Repassado para a rotina de transporte de cargas, esse conceito influencia a velocidade do caminhão — seja para mais ou para menos.

Tanto a frenagem quanto a aceleração levam ao esforço e ao desgaste das peças do sistema mecânico, intensificando o consumo de diesel. Logo, a direção econômica é aquela que retém a mesma marcha engatada — a mesma rotação — por mais tempo.

Para entender melhor, pense na hora em que o caminhão termina uma descida e consegue percorrer uma reta longa sem que seja necessário aumentar o giro do motor ou pisar no acelerador.

Importante! Trocar a marcha no tempo certo ajuda a evitar a perda de velocidade ou acelerações desnecessárias. Vale ressaltar também que, muito além de garantir o funcionamento correto dos componentes do caminhão, esta é uma questão de segurança nas estradas.

4. Não customize o veículo

Cada modelo de caminhão é projetado para um propósito. Isso quer dizer que os sistemas e tecnologias que eles trazem consigo são ideais para determinados serviços. Qualquer modificação irregular, em especial as de luzes e faróis e de potência do motor, pode gerar um aumento considerável no consumo. Sem contar o risco de a bateria descarregar durante o trajeto.

Aprenda as melhores práticas para as manutenções do seu veículo e garanta o melhor funcionamento e economia! Clique no banner abaixo:
Conheça as melhores práticas para a manutenção do seu veículo

5. Evite usar a banguela

Outro hábito que compromete seu orçamento é o uso do ponto morto — ou “banguela”.

Alguns caminhoneiros, ainda acostumados com modelos carburados, acreditam que utilizar esse procedimento nas ladeiras ajuda na economia de combustível. Mas a tecnologia evoluiu e, hoje em dia, grande parte das máquinas conta com injeção eletrônica.

O sistema mecânico atual já está adaptado para diminuir a injeção de diesel quando o pé é removido do acelerador em descidas. Ou seja, se você deixar o veículo na banguela, ele vai deduzir que logo será preciso acelerar novamente, elevando o consumo.

6. Evite o excesso de carga

Além de colocar a direção em risco e aumentar a probabilidade de multas, o caminhão bebe mais quando trabalha com excesso de carga. Portanto, sempre respeite o limite de peso recomendado.

Alguns indivíduos acreditam que, ao transportar peso além do indicado pela fabricante, estão otimizando a cubagem. Mas a realidade é que isso pode elevar seus gastos com combustível e ainda danificar os componentes da máquina.

7. Realize as revisões no período estipulado

A manutenção preventiva do veículo é fundamental para garantir sua integridade e performance. Essas revisões ajudam a evitar custos de paradas por avarias, além de permitir que o caminhão esteja o mais próximo possível das especificações procedentes de fábrica.

O ajuste do sistema de arrefecimento e as trocas de fluidos e filtros também são procedimentos que mantêm o motor em total funcionamento, entregando uma melhor combustão. Isso permite que o consumo permaneça adequado e seguro.

8. Instale um tacômetro 

Os modelos mais novos contam com uma fita verde no conta-giros (ou tacômetro), que mostra a rotação adequada para cada veículo. Dirigir o máximo possível dentro dessa faixa diminui o consumo, pois evita sobrecarregar o motor com rotações altas ou baixas demais.

Dica: Você sabe quais são as peças de caminhão que mais quebram?

9. Planeje as rotas

É muito raro que você só tenha uma opção de trajeto para chegar ao local desejado. Por isso, é crucial considerar a otimização e o planejamento de rotas.

Para economizar, é preciso escolher não somente as rotas curtas, mas também as mais eficazes. Ou seja, encontre caminhos sem muitos buracos ou ladeiras, a fim de não exigir tanta tração. Com isso, você chega rápido ao destino gastando menos.

Ao colocar em prática essas dicas para economizar combustível, você vai fazer uma boa economia em suas viagens de frete. Não perca tempo e comece já a executá-las. Assim, suas entregas serão feitas com qualidade, e você não terá mais que repassar os valores dos reajustes de diesel diretamente para os clientes.

E então, o que achou deste conteúdo? Quer continuar recebendo ótimas dicas? Siga nossas redes sociais para ficar por dentro de todos os posts! Estamos no Facebook e no Instagram.




Por
30/11/2018

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!