Assine nossa newsletter

5 perspectivas para 2019 em relação ao setor de transportes


5 perspectivas para 2019 em relação ao setor de transportes

Com o fim de 2018, todo mundo ficou com uma pergunta na mente: quais serão as perspectivas para 2019 no Brasil? E no setor de transporte, o que podemos esperar?

De acordo com o relatório de Perspectiva Econômica Mundial, que foi divulgado pelo Fundo Monetário Internacional, de 2018 para 2019 o nosso país teve o crescimento reduzido. Segundo o FMI, as projeções para o Produto Interno Bruto (o índice que soma todos os bens e serviços que são produzidos anualmente) tiveram uma diminuição de 1,4% em 2018 e 2,4% para o próximo ano. Mas como isso vai impactar o segmento de transportes?

Se você está interessado em saber quais serão as perspectivas para 2019 nesse setor, está no texto certo. Aqui, vamos falar sobre cinco itens do interesse de quem trabalha diretamente no ramo. Vamos lá?

O que precisa ser melhorado no setor?

Quem trabalha diretamente no setor dos transportes conhece a fundo quais são as dificuldades enfrentadas diariamente. Existem diversos fatores que influenciam essa jornada, como a falta de estruturas nas estradas, o valor pago pelos fretes e a insegurança. Esses são alguns exemplos que deixam a vida mais complicada para motoristas e empresas do ramo.

Buracos, rodovias sem asfalto e a precária sinalização ao longo delas é algo que se espera que seja melhorado. Uma das consequências que os exemplos trazem é a diminuição da vida útil dos caminhões, o que acaba saindo caro para quem o dirige. A segurança nas estradas também precisa ser prioridade. Registros mostram que, de 2011 a 2016, foram cerca de 97 mil roubos de cargas. Esse número é cinco vezes maior do que foi investido pelo Governo Federal nos transportes

Além disso, o motorista ainda tem que lidar com a defasagem do frete. O valor não é atualizado, tendo em vista todo o prejuízo que a pessoa tem para realizar o trabalho. Outro fator a ser melhorado é o investimento em tecnologias que realmente façam diferença, que sejam úteis no dia a dia — como aplicativos ou softwares que facilitem o trajeto.

Como podemos ver, existem diversos pontos que devem e podem ser melhorados. Tudo isso pode ser mudado com a busca de mais investimentos dentro do setor.

Quer saber quais são as perspectivas para 2019? Acompanhe a leitura!

Dica: Descubra os benefícios que a greve dos caminhoneiros trouxe para a classe

Quais são as perspectivas para 2019 nos transportes?

Agora que já mencionamos o que precisa ser melhorado, vamos falar sobre o que esperar para este ano. Quer saber o que está por vir? Continue a leitura!

1. Investimento em estradas

Você já sabe que este é um problema que atinge o país inteiro, afetando desde quem trabalha com cargas até o consumidor, que também vai sofrer as consequências. Infelizmente as condições das malhas rodoviárias são ruins, e ainda existem aquelas que nem sequer foram pavimentadas.

O novo governo vai receber da equipe do ex-presidente Michel Temer um pacote de concessões que prevê investimentos de R$ 150 bilhões para o país. Dentro de toda essa aplicação, espera-se que a gestão invista pelo menos R$ 64 bilhões em manutenção ou construção de rodovias. Uma ótima notícia, não é?

2. Aumento de frete

Uma pesquisa realizada em 2017 concluiu que o frete brasileiro tem defasagem de 20%. Isso representa uma perda considerável do faturamento, o que acaba desacelerando o setor. A crise econômica enfrentada pelo país e o alto valor do combustível também acentuam o problema.

A perspectiva para 2019 é que o valor seja revisto e adequado de acordo com os gastos feitos pelos motoristas e empresas de transportes. É preciso levar em conta tudo que o trabalhador gasta com manutenção do veículosegurança, estadia e mobilidade, e não apenas o preço da carga.

Veja quais recursos se tornaram indispensáveis no trabalho do caminhoneiro. Confira no banner abaixo:
confira o manual completo de tecnologia

3. Terceirização do frete

Antes, as empresas acabavam optando por ter a sua própria frota e executar pessoalmente todas as etapas logísticas, do início até a  entrega do produto ao consumidor. O cenário evoluiu bastante e, hoje em dia, a terceirização é a opção da maioria dos negócios brasileiros.

Porém, com diversos prestadores de serviços no mercado, encontrar um parceiro qualificado e comprometido é uma tarefa que exige cuidado. A perspectiva para 2019 é que sejam criadas regras mais rígidas, a fim de evitar perdas dos dois lados. 

4. Automação crescente

Há alguns anos era comum encontrar transportadoras que usavam o datilógrafo para confeccionar e armazenar documentos importantes. Mas você consegue imaginar isso sendo feito hoje em dia? Muito arcaico, não é mesmo?

Algumas pessoas acabam confundido a automação com a substituição do trabalho humano pelas máquinas. Mas calma, não é nada disso. Elas vêm para ajudar em todo o processo, como no arquivamento de documentos online, na entrega de notas fiscais, na contabilidade de materiais e até mesmo no auxílio aos caminhoneiros — como ao mostrar uma rota diferente, por exemplo.

Uma das perspectivas para 2019 é que a automação do setor continue crescendo, para facilitar a vida do cliente e das empresas. E já que estamos falando em modernidades, que tal saber sobre as tecnologias que podem alavancar o setor em 2019?

Dica: Dificuldade em conseguir frete? Descubra onde encontrar!

5. Investimento em tecnologia, como app para frete

Já é fato que a tecnologia é uma das premissas para o sucesso no ramo empresarial, e dentro do setor de transportes não é diferente. Ela é fundamental para a desburocratização de inúmeras tarefas do cotidiano, a fim de agilizar o serviço e aumentar a produtividade.

A perspectiva para 2019 é a aposta em ferramentas, como os aplicativos, que de fato tenham funcionalidade e facilitem a vida de quem trabalha diretamente com o setor. É esperado que eles sejam adaptáveis aos desafios e às necessidades das transportadoras e profissionais — o que exige uma boa pesquisa de mercado.

O mercado apresenta uma grande demanda de aplicativos para frete, uma vez que eles são muito úteis para transportadoras e caminhoneiros. Mas é importante saber escolher qual é o melhor e qual se enquadra no que você deseja. Uma boa forma de conhecê-los é pesquisar sua pontuação, que é dada pelos próprios usuários, além de ler os comentários. 

Como vimos neste texto, existem muitos desafios para os transportes. Porém, as perspectivas para 2019 são animadoras, e parece que investimentos serão feitos para melhorar a vida e o trabalho dos motoristas. Podendo desenvolver um bom serviço, todos ganham — desde o empresário até o consumidor final.

E aí, gostou do conteúdo? Que tal ler também sobre os aplicativos essenciais para os caminhoneiros? Temos certeza de que as informações vão ajudar bastante!




Por
15/01/2019

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!