Assine nossa newsletter

Vale a pena transportar carga especial?


Vale a pena transportar carga especial?

Os caminhoneiros são responsáveis pela distribuição de grande parte da produção brasileira. Por isso, eles são peças-chave na economia do país. Junto com a grande responsabilidade, vem também muitos perigos — como as más condições das estradas e as ameaças de ações criminosas.

Os cuidados devem ser ainda maiores quando é preciso transportar carga especial. Nesse caso, há exigências quanto à estrutura do caminhão e à conservação dos produtos, por exemplo. Mas a atenção a mais significa também maior margem de lucro para o caminhoneiro.

Com a realidade de fretes apertados, essa é uma vantagem atrativa. Então, afinal, vale a pena fazer o transporte desse tipo de carga? Tire essa dúvida agora!

O que é uma carga especial?

Esse termo é utilizado quando os produtos requerem cuidados especiais no armazenamento e transporte. Eles se diferenciam da maior parte das cargas transportadas por caminhoneiros, que podem viajar com a estrutura básica do caminhão. Há diversos tipos de carga especial, conheça a seguir.

Cargas de grande porte

Entre os principais tipos de cargas especiais estão os produtos de grande porte. Nessa categoria, se enquadram objetos que ultrapassam o peso e as dimensões estabelecidas no código de trânsito brasileiro — grandes peças e estruturas, por exemplo. Pelas características delas, é preciso toda uma organização para fazer a transferência.

Dica: Frete de retorno — como evitar que seu caminhão viaje sem carga?

Para esse transporte, é necessária a obtenção de uma autorização especial de trânsito. O tamanho exagerado exige cuidados próprios nos momentos de carregar, manusear e descarregar as peças. A preparação para o frete envolve, ainda, uma operação especial, com a presença de carros batedores.

Carga frigorífica

Esse é um dos transportes mais exigentes que existem. Produtos congelados demandam muitos cuidados especiais relacionados tanto ao caminhão quanto às equipes de transporte e recebimento da carga. Com isso, trabalhar nesse ramo também significa um investimento mais alto em equipamentos.

O gasto maior, claro, se traduz em ganhos também maiores. O preço do frete para cargas frigoríficas costuma ficar até 50% mais caro do que o transporte de produtos secos. Para fazer esse tipo de trabalho, é preciso ter contato com produtores, empresas frigoríficas, indústrias de alimentos etc.

Carga viva

Outro nicho interessante é a viagem com carga viva, ou seja, de animais. Essa modalidade é considerada especial assim por exigir diversos cuidados do motorista para a segurança do transporte, além de demandar um plano de ação bastante atencioso para situações de emergência.

Cargas líquidas

Transportar produtos líquidos também exige bastante do caminhoneiro. Por isso, é mais um tipo de carga especial e oferece preços diferenciados no frete. Nesse caso, há uma diferença no transporte de cargas líquidas não perigosas, como água, suco ou leite, e de cargas inflamáveis. Cada tipo estabelece necessidades diferentes.

Medicamentos

O transporte de remédios também é considerado especial, por reivindicar a adequação a várias medidas de segurança na área da saúde. Para fazer fretes desse tipo, o caminhoneiro precisa apresentar todos os documentos exigidos, o que dá um trabalho maior para o profissional. Essas exigências legais tornam o transporte mais difícil e, em consequência, aumentam o valor cobrado.

Dica: Greve dos caminhoneiros: perspectivas do futuro da profissão

Quais cuidados são necessários para transportar carga especial?

Acomodação dos produtos

No transporte de cargas especiais, as formas de embalar e conservar o produto precisam ser ainda mais cuidadosas do que no frete comum. As exigências vão depender do tipo da carga — há embalagens adequadas para cada um. Quem transporta remédios, por exemplo, precisa garantir que não haja possibilidade de contaminação com outras substâncias.

A acomodação dos produtos também leva em consideração outras características da viagem, como o tempo gasto na rota. Quem transporta carga especial deve estar atento ao tempo de acondicionamento do produto. No transporte de congelados ou cargas vivas, o ideal é viajar no menor tempo possível.

Ao sair para a rota e chegar ao destino, é interessante que haja protocolos de embarque e desembarque. Nesses momentos, todos os trabalhadores envolvidos precisam conhecer e fazer cumprir as exigências de cuidados com a mercadoria. Falhas em qualquer uma das etapas podem acarretar muitas perdas.

Segurança

Todos os cuidados exigidos para quem vai transportar carga especial são impostos visando a segurança tanto do material quanto do caminhoneiro. Para que isso seja garantido, uma das atitudes essenciais é manter as manutenções do veículo em dia. O caminhão precisa estar em ótimas condições para realizar as viagens de maneira segura.

Além disso, é apropriado ter um seguro que cubra o veículo e a carga. Como os produtos costumam ser de alto valor e o frete também paga mais, contar com essa segurança deixa o profissional mais tranquilo e evita grandes prejuízos com roubos ou acidentes.

Treinamento do motorista

Cada carga tem características diferentes. O caminhoneiro que quer se destacar no seu trabalho deve buscar conhecer a fundo as particularidades dos produtos para responder a todas as necessidades do contratante com excelência. Assim, é útil estudar e passar por treinamentos.

Definir um passo a passo a ser seguido em todas as etapas do transporte também é essencial para que nada saia errado. Além disso, saber o que fazer e como contornar as dificuldades ajuda o caminhoneiro a lidar com as situações da viagem. Se o frete utiliza equipamentos especiais, é fundamental entender como eles funcionam.

Baixe nosso aplicativo e garanta nossos benefícios!

Garanta os melhores fretes e aumente sua renda com o Rapp

Como negociar o preço do frete?

Mesmo com as exigências a mais, vale a pena fazer o transporte de cargas especiais. Isso porque o caminhoneiro é pago por todos os cuidados que são solicitados a mais. Assim, o valor recebido por uma viagem com esse tido de produto pode chegar a quase o dobro do preço de fretes normais.

Dessa forma, é possível ganhar mais dinheiro fazendo as mesmas rotas e com o mesmo caminhão, desde que o motorista consiga um frete especial. Isso gera um faturamento muito maior, principalmente se as rotas são otimizadas — hoje em dia, há aplicativos que ajudam o motorista a nunca rodar sem carga.

Agora você já conhece todos os detalhes de transportar carga especial. É interessante saber mais sobre a área, adaptar seu material e negociar fretes desse tipo. Assim, você consegue contratos mais vantajosos e aumenta o lucro ao voltar para casa.

E então, está interessado nesse trabalho? Entre em contato conosco e conheça nossas soluções logísticas!




Por
31/07/2018

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!