Assine nossa newsletter

9 dicas para combater o sono ao volante


9 dicas para combater o sono ao volante

Sentir sono ao volante é bastante perigoso, pois é uma das maiores causadoras de acidentes no trânsito. Portanto, essa condição merece uma atenção especial por parte de todos os condutores.

Manter-se desperto é uma das maiores preocupações de caminhoneiros que dirigem à noite. Isso porque é difícil ficar acordado durante um percurso quando está tudo silencioso e escuro, ainda mais para quem fica horas dirigindo.

No entanto, existem algumas recomendações que você pode colocar em prática para combater o sono ao volante. Confira!

1. Programe as paradas

Percursos longos e com prazos curtos para a entrega de mercadorias fazem parte da rotina do caminhoneiro. Mas fato é que aqueles que preferem tocar direto, sem fazer nenhum intervalo, podem ficar com sono. Isso porque quem dirige por horas a fio, sem descansar, reduz a capacidade de reação em momentos de perigo.

Para se ter uma ideia da gravidade dessa situação, quem está com sono pesado e insiste em ficar acordado vai dirigir como se tivesse bebido 6 copos de cerveja. Por isso, os trajetos precisam ser planejados. Além do mais, se existir pressão sobre o tempo de entrega dos produtos, isso deve ser considerado dentro do cronograma para que você, caminhoneiro, tenha condições de fazer paradas durante a viagem.

Intervalos rápido melhoram a circulação corporal. Nesses momentos, beba muita água (principalmente em dias de calor intenso) e faça alongamentos. Se você tem 10 horas de caminho pela frente, reserve alguns minutos de cochilo após 4 horas de corrida.

Lembre-se: o mais importante é você e a mercadoria chegarem sãos e salvos no destino.

2. Durma bem na noite anterior

Se você dormir menos de 7 horas na noite anterior, a probabilidade de acidente dobra. A razão disso é que a fadiga do condutor não o deixa totalmente desperto para nivelar a força ideal para pisar nos pedais. Esse sentimento de “moleza” é um grande perigo. Em situações desse tipo, o motorista pode acelerar demais o caminhão, não controlar a pressão do pé no freio e sofrer para guiar em linha reta.

Se tiver leito na cabine, torne esse local confortável. Providencie roupa de cama limpa, travesseiros e cobertas. Caso vá pernoitar no veículo, busque um local seguro (proximidade de bases de polícia, postos de combustíveis com estrutura etc.) e silencioso.

3. Dê tempo para o corpo

Se você precisar sair antes de o sol nascer, acorde com uma hora de antecedência. Deixe seu organismo despertar totalmente e, se possível, tome um banho para ajudar. Faça um café da manhã leve e tenha água fresca para beber logo nos primeiros momentos do dia.

Quando o percurso começa no final da tarde ou início da noite, o ideal é ter dormido, no mínimo, 5 horas antes. Faça paradas para cada 2 horas. Da mesma forma que o caminhão necessita de manutenção, você também!

Dica: Saúde do caminhoneiro: 11 dicas para melhorar a vida nas estradas

4. Escolha o melhor horário para viajar

Antes de sair para uma viagem longa, pense nos horários em que você tem mais sono ao volante. É recomendado não guiar no fim da noite ou logo após o almoço, por exemplo. Esses momentos são mais propícios para despertar sensações de relaxamento e sonolência.

Portanto, sempre que possível, pegue a estrada durante a manhã ou após as 14h. Se for realmente necessário sair à noite, mantenha o foco e redobre sua atenção no trânsito.

5. Refresque-se

Experimente se refrescar de alguma maneira, tirar a blusa, ligar o ar-condicionado ou lavar o rosto com água fria. O motivo é simples de entender: quando você sente um pouco de frio, seu organismo se esforça mais para mantê-lo aquecido. Isso te deixará mais enérgico e diminuirá a probabilidade do sono chegar.

6. Tome cuidado ao ingerir medicamentos

Existem medicamentos que causam sono ao volante. Por isso, é recomendado ler a bula para descobrir os efeitos colaterais dos remédios. Alguns prejudicam a capacidade de concentração e reação. Evite pegar a estrada após tomar antigripais e antialérgicos, por exemplo.

Além disso, fuja dos rebites! Ainda que sejam eficazes no início (devido às substâncias que inibem a sonolência), eles causam enorme fadiga logo depois. Sem contar a possibilidade de o usuário sofrer efeitos danosos à saúde (enxaqueca, tontura, ansiedade, visão desfocada e sensação de pânico), e eles ainda provocam dependência e distúrbios de sono. Um “problemão” a longo prazo!

Dica: Saúde do caminhoneiro: 11 dicas para melhorar a vida nas estradas

7. Ouça música ruim

A verdade é que quando algo nos causa incômodo, nós demoramos para relaxar o corpo e dormir. Então, uma sugestão estranha (mas eficiente) é escutar estilos musicais que você não curte, para causar desconforto. Melhor ainda se for em som alto. Porém não exagere para não prejudicar o foco na direção. Se você quiser elevar um pouco sua irritação, cante bem alto para despertar a mente e o corpo.

No entanto, caso perceba que o sono está chegando, abra os vidros e deixe o vento forte bater no seu rosto. Isso ajuda a ficar desperto e se manter em alerta. Mas tenha cuidado para que o ar não resseque sua vista, especialmente para quem utiliza lentes de contato.

8. Exercite-se e "prejudique" sua ergonomia

Crie o hábito de fazer exercícios regularmente. Além de ser ótimo para a saúde, exercitar-se contribui para o aumento da disposição, deixando seu organismo preparado para encarar longas viagens.

Manter a posição do banco e da direção é fundamental para sua postura. Por outro lado, quando o sono vier, desalinhe um pouco o assento, sem que ele fique muito desconfortável quanto o de costume, a fim de que você fique mais desperto.

Aprenda as melhores práticas para as manutenções do seu veículo e garanta o melhor funcionamento e economia! Clique no banner abaixo:

conheça as melhores praticas para a manutencao do seu veiculo

9. Não tente lutar contra o sono

Agora, não adianta esperar que som alto, petiscos, bebidas energéticas e tecnologias na cabine farão com que você não durma. Quando o cansaço chega de verdade, não adianta enganar a situação, pois as funções do corpo diminuem drasticamente.

Portanto, não faça parte da estatística levantada pela Academia Brasileira de Neurologia (ABN) que aponta que 20% de todas as ocorrências de trânsito são ocasionadas pela sonolência dos motoristas.

Como você pôde ver, o sono ao volante pode ser combatido em alguns momentos. Porém, uma noite bem dormida é crucial para não afetar sua saúde. Siga as dicas mencionadas ao longo deste post, redobre a atenção na estrada e pare para descansar. Isso será benéfico para você e para outras pessoas.

Gostou deste conteúdo? Aproveite o gancho desta leitura e conheça 7 simples passos para você ter mais segurança na estrada!




Por
12/07/2019

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!