Assine nossa newsletter

Como conservar a pintura do caminhão?


Como conservar a pintura do caminhão?

Diferentemente do que muitos motoristas imaginam, não são apenas as batidas que danificam a pintura dos veículos. As alterações climáticas e alguns fatores do ambiente externo (como a ação dos insetos e dos pássaros) também contribuem bastante para a deterioração da aparência dos pesados.

A boa notícia é que é possível conservar a pintura do caminhão, prolongando a condição geral da carroceria e valorizando ainda mais o bruto. Quer saber como? Então embarque com a gente nesta leitura e prepare-se para dirigir por aí com o seu caminhão brilhando!

Não estacione embaixo de árvores

O lugar onde estacionamos pode impactar negativamente a conservação da pintura. Parar embaixo de uma árvore, por exemplo, não é recomendado. As folhas costumam liberar substâncias ácidas que danificam a pintura ao caírem sobre o veículo.

Além disso, é válido destacar que a exposição ao sol, combinada à presença de resina liberada pela folhagem, acelera a destruição da pintura. Portanto, fique atento ao local em que vai parar seu pesado. Nada de deixá-lo estacionado em locais descobertos, combinado? Lembre-se de que a conservação da carroceria começa com a adoção de pequenas medidas preventivas.

Remova as sujeiras do ambiente externo e proteja o caminhão

Se você transita com seu caminhão em rodovias, especialmente durante a noite, com certeza já foi vítima das ações dos insetos. Os bichinhos grudam em diversos componentes do veículo — grades, para-brisas, faróis e lataria — e liberam fluidos que podem estragar a pintura de maneira irreversível se não forem removidos em até três dias.

Diante disso, é importante verificar se há a presença de insetos pelo caminhão ou não. Em caso positivo, é essencial seguir algumas recomendações. Acompanhe:

  1. amoleça os detritos com detergente automotivo e água;
  2. utilize panos e esponjas bem limpos;
  3. evite substâncias corrosivas, como a soda cáustica, pois elas mancham a pintura;
  4. não use nenhuma ferramenta durante a limpeza, especialmente se for pontiaguda. Elas podem arranhar o caminhão.

Dica: 9 dicas para economizar combustível em suas viagens de frete

Fique atento ao abastecer

A maior parte dos combustíveis contém micropartículas que podem danificar o verniz e, consequentemente, a pintura, caso ela permaneça exposta a eles por longos períodos. Por isso, ao parar para abastecer, é importante que o caminhoneiro certifique-se de que o frentista não derramou combustível na área próxima ao bocal.

Caso isso aconteça, basta ter à mão um pano limpo e água, retirando qualquer resquício de combustível imediatamente. Dessa forma, nenhuma mancha surgirá e a pintura continuará em bom estado.

Lave o veículo regularmente

A lataria dos caminhões fica sempre exposta a poeira, barro, areia da praia e às ações do sol e da chuva. Para que a pintura não seja danificada, é essencial que o condutor:

  • retire as partículas sólidas da superfície da carroceria todos os dias com um pano seco;
  • lave o caminhão semanal ou quinzenalmente com água e detergente próprio para automóveis ou sabão neutro;

Além disso, é fundamental que o motorista tenha uma atenção extra durante a lavagem, fazendo-a sempre de cima para baixo. A poeira causa arranhões, mas esse movimento impede que ela seja levada da parte de baixo do caminhão para as portas, o capô e o teto.

Realize um enceramento ou polimento

Todo ano ou semestre — a depender da qualidade da aplicação —, é possível utilizar serviços de polimento ou enceramento a fim de resguardar a pintura de forma eficaz e retirar riscos superficiais da carroceria.

Com a cera, uma camada protetora se sobrepõe à superfície do caminhão, preservando-o:

  • da incidência solar;
  • das chuvas;
  • das manchas;
  • da oxidação;
  • de produtos químicos que podem deslizar sobre a lataria e danificá-la. 

Por outro lado, se a pintura já está estragada, o ideal é que o serviço de polimento seja escolhido. Isso porque ele é perfeito para combater as manchas causadas pelo sol e os riscos profundos.

Mas tenha atenção: não é recomendado realizar o polimento mais do que 3 ou 4 vezes ao decorrer da vida útil da pintura. A repetição do processo reduz o nível de proteção e retira o brilho do jateamento e do verniz.

Veja as melhores práticas para as manutenções do seu veículo e garanta o melhor funcionamento e economia! Clique no banner abaixo:
Conheça as melhores práticas para manutenção do seu veículo

Invista na vitrificação ou na cristalização da pintura

A técnica de cristalização, revitalização ou espelhamento é uma maneira bastante eficiente de conservar a pintura do caminhão. O processo se inicia com a ação de lixas e termina com a utilização de lustradores e polidores para saturar ceras de alta durabilidade na lataria.

Após a aplicação da resina protetora sobre a pintura, a superfície fica nivelada e uniforme, e as imperfeições e riscos são eliminados. Finalizado o processo, o veículo fica com reflexão e brilho de qualidade por, aproximadamente, 6 meses.

Um outro serviço semelhante, bastante utilizado para a conservação da pintura, é a vitrificação. Responsável por fornecer brilho, o serviço consiste na aplicação de um vidro sobre o verniz. Funciona de maneira semelhante a uma película de smartphone, protegendo a pintura contra alterações climáticas, dejetos de pássaros, fluidos e muito mais. 

Além disso, é importante ressaltar que a vitrificação tem função hidrorrepelente. Ou seja, ela impede o acúmulo de água na carroceria do veículo, facilitando a limpeza e contribuindo para que ele fique limpo por um período maior. 

Dica: Capacidade de carga: riscos em desrespeitar o limite máximo

Faça uma descontaminação

Infelizmente, nem sempre a lavagem tradicional é suficiente para remover as partículas de sujeira do pesado. É aí que entra o serviço de descontaminação. O processo consiste na utilização de uma massa abrasiva de argila, e se assemelha ao de uma esfoliação facial. Ele tem a função de retirar toda e qualquer impureza da superfície do caminhão, dando à pintura um aspecto liso sem agredi-la.

A verdade é que não é preciso ficar obcecado com a limpeza ou utilizar constantemente serviços de conservação e produtos de polimento para manter a pintura do caminhão em bom estado. O importante, na realidade, é criar o hábito de cuidar bem de seu bruto. Assim, o veículo ficará conservado e não perderá valor no mercado — algo indispensável caso você queira trocá-lo em algum momento, concorda? 

Gostou de saber como conservar a pintura do caminhão? Conhece alguma outra dica que não listamos por aqui? Deixe seu comentário contando, nós vamos adorar a sua contribuição!




Por
04/12/2018

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!