Assine nossa newsletter

Não sabe como escolher o melhor óleo para motores diesel? Veja aqui!


Não sabe como escolher o melhor óleo para motores diesel? Veja aqui!

Descobrir qual é o melhor óleo para motores diesel é um assunto complicado. Diversos motoristas acreditam que não existem diferenças entre os óleos disponíveis no mercado. Mas isso não é verdade. Nem todo óleo garante a proteção adequada ao motor e o desempenho esperado por quem dirige.

Mas então qual é o melhor óleo para motores diesel? O que uma marca pode proporcionar que outras não podem? Pensando em esclarecer essas questões, decidimos reunir neste post tudo o que você deve considerar ao escolher um óleo para motores diesel. Dessa maneira, você saberá qual é o óleo ideal para o motor do seu pesado. Acompanhe a leitura!

Qual é a função do óleo para motores diesel?

Diferentemente do que muitos motoristas imaginam, um bom óleo lubrificante não serve apenas para lubrificar as peças móveis do motor — pistões e bielas, por exemplo.

Ele também é responsável por resfriar os componentes mais quentes, minimizar a formação de borra e o desgaste dos componentes, proteger o metal contra corrosão e vedar o motor contra a passagem dos gases que vêm da combustão, garantindo uma alta performance e prolongando a vida útil do motor

O que considerar ao escolher um óleo para motores diesel?

Como você deve ter percebido, o óleo lubrificante é indispensável para o bom funcionamento do veículo. Por isso, é importantíssimo ficar atento. Veja o que levar em conta para acertar na escolha!

Verifique a composição do óleo

Um bom óleo lubrificante deve ter alguns aditivos em sua composição, a fim de garantir a máxima performance. Veja quais são eles e para quê servem!

  • antioxidantes: trabalham juntamente com o oxigênio e são responsáveis por evitar a oxidação de metais;
  • anticorrosivos: diminuem o desenvolvimento de substâncias ácidas.
  • detergentes: têm a função de reduzir o acúmulo de depósitos e placas;
  • antiespumantes: agem na espessura das bolhas de espuma, eliminando-as;
  • antidesgastantes: estão encarregados de formar uma camada protetora para superfícies metálicas;
  • melhoradores de viscosidade: são responsáveis por diminuir a sensibilidade do óleo às mudanças de temperatura.

Dica: Manutenção preventiva do caminhão: importância e benefícios

Fique atento às especificações

O óleo perfeito para o seu motor é aquele que atende 3 especificações. Você sabe quais são? Acompanhe!

1. Especificação da Sociedade dos Engenheiros Automotivos (SAE)

A SAE é conhecida como a especificação de viscosidade — uma propriedade que varia de acordo com a temperatura. Ela é importantíssima porque determina a resistência do óleo aos escoamentos. 

A SAE é dividida em grupos e pela temperatura do ambiente. Acompanhe:

  • óleos de inverno: possibilitam uma movimentação rápida e fácil dos componentes móveis do motor e do próprio óleo, ainda que as condições sejam de frio rigoroso. A viscosidade, nesse caso, é medida a baixas temperaturas e o óleo vem representado pela letra "W" de Winter (inverno em inglês);
  • óleos de verão: atuam em altas temperaturas, sem o rompimento da película lubrificante. Quanto mais quente estiver, menos viscoso o líquido vai se apresentar. Eles têm a função de lubrificar e proteger o motor em regimes de temperaturas extremas; 
  • óleos multiviscosos: é uma espécie de combinação dos outros dois. Ele atende às exigências de verão e de inverno, portanto é considerado um óleo multigrau. Na prática, isso significa que ele se comporta como um óleo de verão em alta temperatura e, em baixa temperatura, como um óleo de inverno.

Dica: Alinhamento de caminhão: como influencia no desempenho do veículo?

Dito isso, fica fácil identificar os níveis de viscosidade a partir das siglas. O óleo SAE 50, por exemplo, tem mais viscosidade que o SAE 40. Já o SAE 10W é menos viscoso que o SAE 20W.

Essa classificação é fundamental para que os caminhoneiros identifiquem os lubrificantes ideais para cada estação. Portanto, fique atento e lembre-se que a má utilização dessa especificação pode causar danos, como consumo excessivo do próprio óleo e de combustível.

2. Especificação do Instituto Americano de Petróleo (API)

A API classifica o nível de desempenho do lubrificante e fundamenta-se nos graus de rigidez das condições de trabalhos existentes. Ela se divide em duas categorias: óleos de motor S (motores que funcionam a gasolina e álcool) e de motor C (motores que trabalham a diesel).

Além disso, existe uma segunda letra que, obedecendo à ordem alfabética, se junta ao "S" ou ao "C" e indica os tipos de serviços que o motor é capaz de desempenhar. 

3. Especificações de fábrica

No manual de instruções da montadora dos veículos, constam normas e padrões importantes sobre os pesados e os produtos recomendados para cada um.

Se você nunca deu uma olhada no material, acreditamos que é uma boa ideia procurá-lo e considerá-lo antes de escolher o óleo ideal para o seu caminhão. As montadoras realizam testes frequentemente e, conforme os resultados que obtêm, indicam o lubrificante com melhor desempenho para os motores

Confira a classificação dos óleos

Os óleos de motor podem ser classificados em mineral, sintético ou semissintético. Desses, o melhor é o sintético. Embora seja o menos acessível dos três, foi criado especialmente para os motores diesel. Portanto, é o mais resistente a altas temperaturas e tem muito tempo de duração no motor, protegendo-o melhor. 

Aprenda as melhores práticas para as manutenções do seu veículo e garanta o melhor funcionamento e economia! Confira no banner abaixo:

conheça as melhores práticas para a manutenção do seu veículo

Observe os testes de qualidade

Com o intuito de assegurar mais qualidade aos produtos do mercado e verificar o rendimento dos lubrificantes, diversas empresas do segmento realizam testes de qualidade variados. As avaliações buscam medir os índices de oxidação, desgaste e manutenção das propriedades do óleo.

A oxidação, por exemplo, ocorre devido à presença de contaminantes do óleo — como ácidos de combustão — e pode gerar o espessamento do óleo, comprometendo sua capacidade de lubrificar as peças do motor

Em relação à proteção contra o desgaste do produto, é comum que sejam realizados testes para verificar a durabilidade do óleo e das suas propriedades. O que pode interferir nisso é a presença de fuligem, ácidos e outros contaminantes.

Como você deve ter notado, escolher o melhor óleo para motores diesel requer bastante atenção. Portanto, não deixe de pesquisar sobre o produto que você pretende adquirir e de cruzar as informações obtidas aqui com a descrição dele, certo? Isso, com certeza, fará a diferença na performance do seu bruto!

Gostou de saber o que considerar para escolher o melhor óleo para motores diesel? Quer ficar por dentro de outros conteúdos como este? Então siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram.




Por
22/01/2019

A Rodojacto nasceu em 1969 e, atualmente, atua no segmento de transporte rodoviário de cargas, dividindo-o em duas áreas: a de carga comum e a de carga especial — mercadorias que excedem pesos e medidas.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!